NeoVacinas
Quem somos A clínica Vacinas Perguntas e respostas Calendários Aos profissionais Contato
Entre em contato conosco, envie-nos uma mensagem


...e suas Vacinas...
estão em dia?


Alerta contra coqueluche 

O reaparecimento da coqueluche vem ocorrendo em vários países. A infecção e a imunização não proporcionam imunidade definitiva. Ocorre uma redução progressiva da imunidade após a vacinação na infância e a diminuição da cobertura vacinal em idades posteriores explicam o recrudescimento da doença.
A coqueluche é causada pelo bacilo Gram negativo Bordetella pertussis. Os seres humanos são os seus únicos hospedeiros conhecidos. Sua transmissão se dá pelo contato próximo com o doente, por meio de suas gotículas aerolissolizadas eliminadas principalmente pela fala e a tosse. A doença é altamente transmissível e até 80% dos contactantes domiciliares de casos sintomáticos contraem a doença.
A contagiosidade do doente é maior durante o período catarral e nas duas primeiras semanas após início da tosse.
A coqueluche é mais grave nos primeiros seis meses de vida principalmente nos prematuros e não imunizados. Daí a importância de vacinar a gestante a partir do segundo trimestre de gestação, de todos os familiares e cuidadores dos recém-nascidos. O Ministério da Saúde do Brasil e a Sociedade Brasileira de Pediatria já emitiram alertas a respeito dessa situação. Foram notificados 2258 casos de coqueluche em 2011 e de 4453 casos em 2012 no Brasil.
Recomenda-se a vacinação de reforço a partir de 11 anos com a vacina tríplice bacteriana tipo adulto (difteria, tétano e coqueluche acelular), visando manter o adolescente e adulto protegidos e evitando-se a contaminação das crianças pequenas.
Fonte: http://portal.saude.gov.br/portal/
arquivos/pdf/gve_7ed_web_atual_
coqueluche.pdf



Para sua maior comodidade:
Abrimos aos sábados
das 9:00 às 16:00 horas



Liberada a Vacina HPV quadrivalente, também para meninos e homens

Em maio de 2011 a Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a vacina quadrivalente contra o papilomavírus humano para prevenir as verrugas genitais causadas pelo HPV 6 e 11 em meninos e homens de 9 a 26 anos. A aprovação tem como base estudo publicado no New England Journal of Medicine, que comprova a redução de 90% das lesões genitais externas..



Varicela (catapora)


- doença que pode ser evitada

VACINAÇÃO: Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Imunizações a vacina contra a varicela deve ser indicada rotineiramente a todas as crianças hígidas, a partir dos 12 meses de vida. Também devem ser vacinados todos os adolescentes e adultos que não tiveram a doença e que não foram vacinados anteriormente.


Doença Meningocócica

É causada pela bactéria Neisseria meningitidis, resulta em doenças invasivas graves, como meningite e meningococcemia. A taxa de letalidade pode alcançar de 10 a 20%. Pode acometer pessoas de todas as faixas etárias, porém a maior incidência no Brasil ocorre em menores de 5 anos. Em situações de surtos ocorre uma incidência aumentada da doença entre os adolescentes e adultos jovens. Sabe-se que indivíduos assintomáticos podem ser portadores desta bactéria na nasofaringe propiciando a transmissão para indivíduos susceptíveis A Neisseria meningitidis é classificada de acordo com a composição antigênica de sua cápsula polissacarídica em 13 diferentes sorogrupos, sendo os sorogrupos A, B, C, Y, X, W responsáveis por praticamente todos os casos de doença. Hoje, segundo dados do Ministério da Saúde, ainda predomina no Brasil o sorogrupo C, exceto na região Sul do país, onde há predomínio do B. Já a incidência da doença causada pelo sorogrupo W na América Latina vem aumentando, inclusive no Brasil. A vacina Meningocócica C conjugada está disponível na rede pública, de rotina, para menores de 2 anos e também para grupos de risco nos Cries. Nas Clínicas privadas de vacinação estão disponíveis as vacinas meningocócicas conjugadas monovalentes (C) e quadrivalente (ACWY) A vacina para o sorogrupo B deve estar disponível no país em breve.

Cuidando da Família
Última postagem
Vacina Herpes-Zóster
todas as postagens

Vacinas recomendadas
- BCG
- Hepatite B
- Rotavirus humano (atenuada)
- Tríplice bacteriana acelular - Uso pediátrico
- Pneumocócica conjugada 10-valente ou 13-valente - Uso pediátrico
- Meningocócica C conjugada
- Influenza (inativada) - Gripe
- Hepatite A
- Varicela (atenuada) - Catapora
- Tríplice viral
- Quádrupla (tetra) viral
- HPV
- Tríplice bacteriana adulto acelular
- Febre amarela (atenuada)
- Haemophilus influenzae b (conjugada)
- Tétano (inativada) – toxoide tetânico (ATT)
- Pneumocócica 23 valente (polissarcarídica)
- Febre Tifóide (polissacarídica)
- Meningocócica ACWY (conjugada)
- Raiva (inativada)
- Herpes-Zóster
OUTRAS VACINAS COMBINADAS:
- Hepatite A + B
- Quádrupla (tetra) bacteriana acelular com HIB - Uso pediátrico
- Quádrupla bacteriana com pólio inativada – Uso pediátrico
- Quíntupla (Penta) - Uso pediátrico
- Sêxtupla (Hexa) - Uso pediátrico
- Quádrupla bacteriana com pólio inativada - Uso adulto
Convênios
- Furnas
- Fundação Real Grandeza
- ABET
- Camarj
Serviços Adcionais
- Colocação de Brincos
- TESTE DO PEZINHO
- Vacinação Domiciliar
- Vacinação em Empresa
subir: voltar para o topo da página
Rua Real Grandeza, 139 sala 307 - Botafogo - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22281-033
Telefone: (21) 2537 3595 - Celular: (21) 9520-5594 - Fax: (21) 2535-5038 -  e-mail: neovacinas@neovacinas.com.br
Funcionamento: de segunda a sexta - das 8h às 19h - sábados das 9h às 16h
Clínica de Vacinação Rio de Janeiro - Qualidade em Vacinas no coração de Botafogo Zona Sul
Principal | Quem Somos | Cuidando da Família | Área Administrativa | Entre em Contato